Área Restrita

Área Restrita para acesso dos nossos clientes.


Acesso ao Webmail

área restrita   |   webmail

Câmara aprova projeto de lei para flexibilizar vendas multicanais

Cotações e Índices

Moedas - 04/06/2020 16:04:28
  • Nome
  • Compra
  • Venda
  • Comercial
  • 5,103
  • 5,106
  • Paralelo
  • 4,720
  • 5,480
  • Turismo
  • 5,080
  • 5,390
  • Euro
  • 5,789
  • 5,795
  • Iene
  • 0,047
  • 0,047
  • Franco
  • 5,342
  • 5,346
  • Libra
  • 6,439
  • 6,443
  • Ouro
  • 276,880
  •  
Mensal - 04/03/2020
  • Índices
  • Jan/20
  • Dez/19
  • Inpc/Ibge
  • 0,19
  • 1,22
  • Ipc/Fipe
  • 0,29
  • 0,94
  • Ipc/Fgv
  • 0,59
  • 0,77
  • Igp-m/Fgv
  • 0,48
  • 2,09
  • Igp-di/Fgv
  • 0,09
  • 1,74
  • Selic
  • 0,38
  • 0,37
  • Poupança
  • 0,05
  • 0,05
  • TJLP
  • 5,09
  • 5,57
  • TR
  • -
  • -

Obrigações Tributárias do Dia

  • 09/Junho/2020 – 3ª feira.
  • ICMS | Substituição tributária.
O que você achou do nosso novo site?
Ótimo
Bom
Regular

A Comissão de Finanças e Orçamento da Câmara dos Deputados aprovou na terça-feira (17) um projeto de lei, que busca desburocratizar as vendas multicanais no Brasil. O intuito é viabilizar as compras feitas pelo consumidor, de modo com que ele possa escolher outros locais, sem ser a sua residência, para receber o produto adquirido pela internet, como supermercados ou farmácias, por exemplo.

O texto define como multicanal "a compra e venda não presencial de uma mercadoria com possibilidade de retirada, troca ou devolução, em um estabelecimento físico do vendedor ou de terceiros credenciados". A proposta também discorre sobre a isenção de ICMS às operações de comércio online.

Apesar da vitória, o Projeto de Lei Complementar 148/2019, de autoria da ABComm, Associação Brasileira de Comércio Eletrônico, ainda terá de passar pela Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) para, caso aprovada, ir ao plenário. “Agradecemos a todos os envolvidos e aos associados e mantenedores que estão engajados conosco neste projeto", comemorou a instituição em seu site. "Seguimos fortes fazendo a diferença para o e-commerce”.

A proposta foi apresentada há seis meses pelo deputado federal Enrico Misasi (PV-SP) e, por se tratar de matéria tributária, o ABComm afirmou que o progresso até a aprovação foi “muito rápido”. As discussões também contaram com a participação de lojistas e especialistas.


Fonte: Olhar Digital- 19/12/2019

Site desenvolvido pela TBrWeb (XHTML / CSS)
Escritório Contábil Atual  |  Rua Doutor Campos, 241, Centro - Cerquilho SP  |  Fone 15. 3284 1766  |  Fax 3284 3323